segunda-feira, 17 de setembro de 2012

DICA DE LEITURA

Olá! Hoje trago uma dica de leitura para  todos os românticos que gostam de poesia e de uma bela história de amor. O CARTEIRO E O POETA, de Antonio Skármeta. O livro relata o período em que o poeta chileno, Pablo Neruda viveu exilado numa ilha, durante o regime militar em seu País. Neste lugar paradisíaco estabelece uma bela amizade com o carteiro da ilha, que pede ao poeta que lhe ensine a escrever versos para ele entregar a seu grande amor: Beatriz. Quando o poeta precisa regressar ao Chile e fica muito doente, sente saudades da sua casa na ilha e escreve a seu amigo Mario, enviando a ele um gravador e um pedido muito especial. Eis um trecho da carta:
"(...) Mas também queria pedir uma coisa, Mario, que só você pode cumprir...Quero que vá com este gravador passeando pela Ilha Negra e grave todos os sons e ruídos que encontrar. Preciso desesperadamente de algo, nem que seja o fantasma da minha casa... Sinto falta do mar, dos pássaros, mande para mim os sons da minha casa. Entre no jardim e grave o som dos sinos, meus sinos!... Depois vá até as pedras e grave o som das ondas. E se ouvir gaivotas, grave. E se ouvir o silêncio das estrelas siderais, grave.(...)
Temos dois exemplares desta belíssima obra que também já foi parar nas telas do cinema, original em Italiano com o nome: "Il Postino". Venham ler!

5 comentários:

Raul Lagos disse...

Eu vi o filme e gostei muito, gostaria muito de ler, pois sempre o livro é melhor, mas aqui no Japao nao consegui encontrar...

deise disse...

Eu também gosto de ler o livro antes de assistir ao filme, mas posso te garantir que, neste caso, o filme é bastante fiel a obra escrita.

Tiago M. Franco disse...

Olá deise,

Não vi o filme, mas odorei o livro. Julgo ser um daqueles livros consensuais, quase toda a gente gosta. Em Portugal o livro foi editado com o nome O Carteiro de Pablo Neruda.
Peço desculpa pelo reparo, mas por aquilo que li, no filme a ilha é Italiana, no entanto no livro a história passasse numa ilha chilena.

deise disse...

Olá Thiago!
É verdade, eu estava conferindo este dado na Biografia de Dom Pablo e vc esta certo. Apenas no filme eles transportaram para a Itália, mas nem se sabe ao certo se ele realmente viveu seus anos de exílio por lá. Muito obrigada por sua visita.

deise disse...

Olá Tiago! Tenho que te pedir desculpas por ter escrito seu nome de forma errada por três vezes. Agora acertei... Sem "h".
Até breve!